Sudoeste O mesmo mar a mesma casa Talvez a mesma hist ria e a mesma mulher que nela vive Ou tr s hist rias diferentes de tr s mulheres diferentes que viveram na mesma casa Sudoeste traz nos tr s hist rias dis

  • Title: Sudoeste
  • Author: Olinda Pina Gil
  • ISBN: 9789897660061
  • Page: 394
  • Format: ebook
  • O mesmo mar, a mesma casa Talvez a mesma hist ria e a mesma mulher que nela vive Ou tr s hist rias diferentes de tr s mulheres diferentes que viveram na mesma casa.Sudoeste traz nos tr s hist rias distintas, como que varia es de um mesmo tema.Em todas elas est presente o mesmo ambiente mar timo, um envolvimento amoroso, uma personagem com o chamamento do mundo TodasO mesmo mar, a mesma casa Talvez a mesma hist ria e a mesma mulher que nela vive Ou tr s hist rias diferentes de tr s mulheres diferentes que viveram na mesma casa.Sudoeste traz nos tr s hist rias distintas, como que varia es de um mesmo tema.Em todas elas est presente o mesmo ambiente mar timo, um envolvimento amoroso, uma personagem com o chamamento do mundo Todas as hist rias se passam na mesma casa, na mesma quinta, na mesma praia, na mesma fal sia As pr prias personagens v o tendo pequenas varia es Contudo, os contos s o muito diferentes cada um oferece nos uma perspetiva distinta de como se pode viver o amor e o desejo de partir do sentimento mais puro e simples capacidade de come ar tudo de novo.

    • [PDF] Download º Sudoeste | by ✓ Olinda Pina Gil
      394 Olinda Pina Gil
    • thumbnail Title: [PDF] Download º Sudoeste | by ✓ Olinda Pina Gil
      Posted by:Olinda Pina Gil
      Published :2020-04-13T09:26:52+00:00

    About “Olinda Pina Gil

    1. Olinda Pina Gil says:

      Olinda Pina Gil licenciada em L nguas e Literaturas Modernas e mestre em Ensino do Portugu s e das L nguas Cl ssicas Tem tamb m uma p s gradua o em Gest o de Recursos Humanos.Iniciou a sua pr tica de escrita no DnJovem , suplemento do Di rio de Not cias Colaborou em diversas colect neas e publica es, e foi 3 pr mio do concurso liter rio Lisboa Letra em 2004, na categoria de prosa.Editou, a t tulo independente, em 2013 Contos Breves , e, pela Coolbooks, chancela da Porto Editora, Sudoeste 2016, 2014 em ebook e Sobreviventes 2017, 2015 em ebook.Escreve no blog olindapgil



    2 thoughts on “Sudoeste

    1. Opinião publicada em: As Horas que me preenchem de prazer.Imaginemos uma mulher perto de uma roleta. Existem três possibilidades de existência para essa mulher explícitas nessa roleta: as três decorrerão no mesmo local, contudo com famílias, educações e encontros diferentes que moldarão a sua personalidade e vivência. É um jogo de sorte a que todos estamos sujeitos quando nascemos: feio ou bonito, rico ou pobre, saudável ou doente - ninguém pode prever e escolher o contexto económ [...]

    2. Li os contos de Sudoeste em versão beta, antes de serem publicados em ebook, nas mesma altura do meu A Chama ao Vento. Já tive oportunidade de relê-los na sua versão definitiva. A minha primeira impressão, que se reforçou com a releitura, é de que estas histórias podem ler-se como um conjunto - três variações sobre a mulher, três mulheres em diferentes situações e idades, com o espaço como elemento comum. Este é marcante, claro, ou não remetesse o título para o sudoeste alentej [...]

    3. Temos três histórias, de mulheres diferentes, de épocas diferentes mas ligadas pelo local e pelo mar.Histórias simples, mas escritas com "alma e sentimento", com uma prosa mais melodiosa, sempre bem escritas e pontuadas. E mesmo sendo contos, conseguimos compreender as mulheres e as suas decisões.

    4. A escritora faz-nos viajar até às suas raízes alentejanas criando três episódios passados no mesmo lugar em diferentes épocas, levando-nos a imaginar todo o enredo que poderia ter acontecido ali em tempos distantes São três contos dirigidos a todas as pessoas, e sentidos ao escrever. Uma leitura que recomendo.

    5. () É fácil criarmos empatia com qualquer uma destas três mulheres, e é fácil entender as suas escolhas, perceber as suas mudanças e sofrer com elas. Numa escrita mais poética do que é habitual e um pouco mais vincada, Olinda não desilude e traz, novamente a público, um livro que recomendo vivamente! () - Continuem a ler a minha opinião aqui - flamesmr/2014/05/l

    6. «Quando morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar». Sophia de Mello Breyner Andresen.Não foi à beira-mar que li o Sudoeste da Olinda P. Gil. No entanto, foi a voz do mar que me levou de Oeiras à mesma casa, à mesma quinta, à mesma praia, à mesma falésia das personagens centrais dos três pequenos contos que compõem este livro. Percorri este Sudoeste no tempo de um banho de mar e saí de lá a tremer de frio, mas revigorada. Porque nesse espelho de água vi o r [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *